III Festival Brasileiro de Teatro de Terreiro

by - 13.11.13

Antonio Nóbrega (SP/PE), Grupo Galpão (MG) e o Grupo Grial de Dança (PE) estão entre os destaques da programação
Programação se divide em dois blocos: espetáculos e oficinas
Entre os dias 13 e 20 de novembro, a Rosa dos Ventos Artes do Imaginário, com patrocínio da Secretaria de Cultura do GDF e apoio do Banco Regional de Brasília (BRB), apresenta o III Festival Brasileiro de Teatro de Terreiro, tido como um dos maiores do país no gênero da cultura popular. O festival ocupa a região do Complexo Cultural da Funarte durante os oito dias de programação e conta com entrada franca.

Teatro de Terreiro era como o pernambucano Mestre Salustiano, considerado patrimônio cultural ainda em vida, definia de forma sucinta o Cavalo-Marinho, uma fabulosa tradição feita nos quintais de mestres populares que, com seus conhecimentos, inspirações e suas fúrias criativas, mantiveram vivos estes teatros no País.
O objetivo do festival é o encontro entre grupos tradicionais e contemporâneos, visando a difusão e a valorização das linguagens estética, oral, gestual e corporal das manifestações populares brasileiras. Promove-se uma celebração à diversidade da nossa arte e a valorização de atores e brincantes que carregam em seus trabalhos a força da cultura do povo. Em Brasília, a expressão dá nome ao evento, que congrega a força estética do trabalho de gênios inventivos do teatro brasileiro.
Em 2013, grupos de destaque foram convocados ao festival, com o objetivo de conectar o público ao trabalho de pesquisa nos saberes populares. Trabalhos brasilienses se misturam a grandes nomes do teatro popular de Minas Gerais, São Paulo, Pernambuco e Bahia, em uma programação dividida em dois blocos: espetáculos e oficinas.
Já na abertura, na quarta-feira (13), o público confere a estreia nacional de espetáculo do pernambucano Antonio Nóbrega: “Ariano, eu e Tonheta”, uma homenagem a Ariano Suassuna. A programação se estende duas apresentações do espetáculo “Os Gigantes da Montanha”, do grupo Galpão, de Belo Horizonte: uma adaptação dirigida por Gabriel Vilela, da obra póstuma e inacabada do dramaturgo italiano Luigi Pirandello.
De Pernambuco, o Grupo Grial de Dança, fundado por Ariano Suassuna para os estudos da dança armorial, apresenta o espetáculo “Terra”. Da Bahia, o festival traz o espetáculo “Casa de Ferro”, do Grupo Estado Dramático. De Brasília, o Ilê Axé Oyá Bagan e o grupo Seu Estrelo e o Fuá do Terreiro integram a programação, que conta ainda com duas oficinas.
As oficinas propostas são “Parea de Cavalo Marinho e Samba Pisado” e “Arquétipos e Dança dos Orixás”, e acontecem entre os dias 18 e 20 de novembro. A primeira une Tico Magalhães, representante do grupo Seu Estrelo e o Fuá do Terreiro, a um dos grandes nomes da cultura popular brasileira: Seu Aguinaldo, responsável pelo Cavalo Marinho Estrela de Ouro (PE). Já a segunda oficina é ministrada por Fabiano Santos e Márcio Monjolo, do Afoxé Alafin Oyó (PE), responsáveis pelos grandes cortejos de afoxé de Pernambuco.
A programação pretende unir famílias, amantes e curiosos da cultura popular em torno desta celebração, que começa no Teatro Plínio Marcos e se estende pelos gramados da Funarte.
Serviço
13 a 20 de novembro, no Complexo Cultural Funarte
Entrada franca
Informações: (61) 3024-8481

Programação completa
ESPETÁCULOS
Dia 13/11 – quarta-feira
21h Ariano, eu e Tonheta – Antônio Nóbrega (PE/SP) (Teatro Plínio Marcos)

Dia 14/11 – quinta-feira 
21h Os Gigantes da Montanha – Galpão (MG) (Teatro Funarte Plínio Marcos)

Dia 15/11 – sexta-feira 
21h Os Gigantes da Montanha – Galpão (MG) (Teatro Funarte Plínio Marcos)

Dia 16/11 – sábado
20h Terra – Grupo Grial de Dança (PE) (Teatro Plínio Marcos) 
21h O alado, a tristeza e o espantoso rio que bebe nuvens e mija mar – Seu Estrelo e o Fuá do Terreiro (DF) (Área Externa)

Dia 17/11 – domingo
20h Casa de Ferro – Grupo Estado Dramático/Maurício Assunção (BA) (Teatro Plínio Marcos) 
21h Xirê – Ilê Axé Oyá Bagan (DF) (Área Externa)


OFICINAS
Dia 18/11 – segunda-feira
19h às 21h Oficina: Pareia de Cavalo Marinho e Samba Pisado, com Tico Magalhães (Seu Estrelo e o Fuá do Terreiro e Seu Aguinaldo (Cavalo Marinho Estrela de Ouro) (Área Externa)
19h às 22h Oficina: Arquétipos e Dança dos Orixás, com Fabiano Santos e Márcio Monjolo (Afoxé Alafin Oyó/PE) (Teatro Plínio Marcos)

Dia 19/11 – terça-feira
19h às 21h Oficina: Pareia de Cavalo Marinho e Samba Pisado, com Tico Magalhães (Seu Estrelo e o Fuá do Terreiro e Seu Aguinaldo (Cavalo Marinho Estrela de Ouro) (Área Externa)
19h às 22h Oficina: Arquétipos e Dança dos Orixás, com Fabiano Santos e Márcio Monjolo (Afoxé Alafin Oyó/PE) (Teatro Plínio Marcos)

Dia 20/11 – quarta-feira
19h às 21h Oficina: Pareia de Cavalo Marinho e Samba Pisado, com Tico Magalhães (Seu Estrelo e o Fuá do Terreiro e Seu Aguinaldo (Cavalo Marinho Estrela de Ouro) (Área Externa)
19h às 22h Oficina: Arquétipos e Dança dos Orixás, com Fabiano Santos e Márcio Monjolo (Afoxé Alafin Oyó/PE) (Teatro Plínio Marcos)

Posts relacionados

0 comentários

Obrigada pela visita!!!