Taguatinga Shopping realiza 3ª edição de festival de vinhos

by - 16.5.16


Sucesso nas edições anteriores, o Taguatinga Shopping promove o 3º Festival Vinhos & Você, um evento de degustação de dezenas de rótulos de vinhos e espumantes nacionais e importados. A iniciativa acontece nos dias 20 e 21 de maio de 2016, das 18h às 23h, na Praça Central, 1º Piso.



O Distrito Federal é o sétimo mercado de vinho no Brasil. Lojas, feiras e eventos confirmam essa vocação crescente entre os brasilienses. O centro de compras apresenta ao seu público as novidades de vinhos e espumantes nacionais e internacionais, bem como propaga a cultura da degustação e harmonização gastronômica do vinho.

O evento é exclusivo para convidados, mas o público também poderá ter acesso mediante a retirada limitada de ingressos antecipados de 50 pares por dia. Para aproveitar a noite degustando deliciosos vinhos e espumantes é só se dirigir ao balcão de informações, localizado no 1º piso, retirar o seu par de ingressos.

Em ambiente descontraído, os presentes terão a oportunidade de degustar dezenas de tipos de vinhos e espumantes, nacionais e importados. O público poderá conferir as novidades dos expositores DUE Brasília, Estação dos Vinhos, Lídio Carraro Vinícola Boutique, Prime Vinho &Cultura, Dona Osma produtos artesanais, Antonello Monardo Caffé Espresso, Clube In Vino Vivo, Renata Mandelli Art & Food e Oficina Gourmet do Taguatinga Shopping. Segundo pesquisa realizada pela Associação Brasileira de Sommeliers (ABS-DF), 70% dos apreciadores de vinho são homens com renda média de R$ 6,5 mil, e faixa etária de 40 anos.

Foco nas mulheres
As mulheres correspondem a 30% do público real consumidor de vinhos no DF. Mas lideram o mercado de espumantes, com 65% do total de compras. O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) aponta que, nos últimos dez anos, 40 milhões de pessoas ascenderam à Classe C no Brasil. Recente pesquisa do Instituto Data Popular revela que, dentre esse público, as mulheres representam 70% da força de consumo no Brasil. Isso significa que a cada R$ 100 consumidos pela Classe C em produtos e serviços, as mulheres são responsáveis por R$ 70.

Estudo feito durante eventos do segmento na região, revela que os maiores consumidores de vinhos do DF estão no Plano Piloto, Águas Claras, Lagos Sul e Norte, Guará e Taguatinga. “Os brasilienses se destacam no consumo de vinhos e espumantes, em virtude disto, o nosso público se mantém receptivo a iniciativas como o festival Vinho & Você”, explica a superintendente do Taguatinga Shopping, Eliza Ferreira. O mais recente estudo do Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin), por exemplo, aponta a capital federal como um território fértil para o crescimento dessa bebida, despertando o interesse do público e dos estabelecimentos ligados ao vinho.

Dados recentes do Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin) revelam que o brasiliense está ávido por degustar vinhos e espumantes. Segundo a pesquisa do instituto, no Distrito Federal, o consumo médio anual de vinhos per capita é de 1,64 litro. Isso significa que, no ano passado, os brasilienses consumiram cerca de 4,3 milhões de litros de vinhos.

Mercado promissor
Existem, hoje, cerca de 40 marcas, entre lojas e importadoras, estabelecidas no DF. O presidente da Associação Brasileira de Sommeliers de Brasília (ABS), a mais importante agremiação de apreciadores de vinhos nos âmbitos local e nacional, professor Antônio Duarte, afirma que o mercado do DF comporta bem esse crescimento: “O público consumidor é exigente e tem conhecimento razoável do produto”.

Consumo crescente no Brasil
O Brasil caminha para figurar entre os maiores consumidores e produtores de vinhos do mundo. Hoje, é o quinto maior produtor do Hemisfério Sul e o 15º em todo o mundo. Devido à elevada densidade demográfica de cerca de 200 milhões de habitantes, esses números se diluem quando a estatística preza o consumo per capita, que em 2011 chegou a dois litros de vinhos, por habitante, ao ano. O Brasil consumiu, em 2010, 400 milhões de litros de vinhos, algo próximo de 600 milhões de garrafas. Os chilenos beberam 241,77 milhões de litros de vinhos, praticamente a metade do consumo dos brasileiros.

O espumante no mundo
O aumento da produção e consumo do espumante é inquestionável. Informações da Organização Internacional da Vinha e do Vinho (OIV), mostram que, em 10 anos, houve um aumento de 30% na produção em todo o mundo. A Revista De Vinhos, uma publicação portuguesa, relata que a França, Itália, Alemanha e Espanha ainda são responsáveis por 63% da produção mundial.

A Revista registra também um crescimento notável na produção de espumantes em outros países: 25% nos EUA, 29% na Austrália, 100% na Rússia, e 200% na Argentina. A publicação garante ao Brasil o título de campeão do crescimento, constatando o aumento da produção de 248% entre os anos de 2003 e 2013. No Brasil, dados do IBRAVIN referentes às vinícolas do Rio Grande do Sul informam que, mesmo com a crise e o aumento de impostos, houve um crescimento em 2015 de 22,7% no consumo de espumantes, com a venda de 4,9 milhões de litros. Espumantes brut, demi-sec e prosecco somam 3,8 milhões de litros vendidos, e mais de 1 milhão de litros de moscatéis.

FOTOS: TELMO XIMENES

SERVIÇO:
Vinhos & Você - 3ª Edição 
Data: 20 e 21 de maio, das 18h às 23h
Local: Praça Central, 1º Piso
Exclusivo para convidados

Serviço do Taguatinga Shopping
Twitter: @Taguashopping
Informações: 3451-6000

OUTRAS INFORMAÇÕES:
DGBB Assessoria de Imprensa
Tel.: (61) 3344.2119/3344.0448

Posts relacionados

0 comentários

Obrigada pela visita!!!