Maratona do Samba leva música e tradição afro-brasileira a espaços públicos e instituições do DF



A segunda edição do projeto Maratona do Samba está chegando para levar o mais brasileiro dos ritmos a diversos espaços públicos do Distrito Federal. Entre os dias 04 e 24 de julho, estações de metrô, parques, asilos, escolas e a Rodoviária do Plano Piloto serão ocupadas por artistas do DF para apresentações de samba e aulas sobre a importância das matrizes culturais afro-brasileiras. Todas as apresentações são gratuitas.



A Maratona do Samba teve sua primeira edição em 2015, atendendo diversas instituições e levando música à população. O projeto tem como objetivo contribuir com a valorização, reconhecimento e afirmação das expressões do Samba no DF, ampliando especialmente o acesso às manifestações tombadas como Patrimônio Imaterial Cultural do Brasil, como o Samba de Roda, Terreiro, Partido Alto e Enredo, por meio de fazedores culturais da capital.

Escola do Samba, Expresso do Samba e Samba Social serão as etapas dos projetos direcionadas a diferentes públicos. Na Escola do Samba, aulas-espetáculo de samba são ministradas em escolas públicas, tendo como mote uma vasta gama de apresentações sobre a importância das matrizes afro-brasileiras no processo de formação do Patrimônio Cultural do DF e do Brasil. Já o Expresso do Samba leva apresentações de sambistas brasilienses às feiras, parques, Metrô e Rodoviária. Por fim, o Samba Social programa dois dias de atividades ligadas ao samba em instituições que atendem comunidades carentes.

Na prática, o projeto rodará o DF com o Palco Tia Ciata, passando por pátios e auditórios de 30 escolas públicas, distribuídas em 15 Regiões Administrativas. Já o Expresso do Samba e o Samba Social passarão por 18 RAs com apresentações de diversos artistas selecionados por convocatória realizada online. Ao todo, serão beneficiadas quatro feiras populares, dois parques, cinco estações do metrô, o Terminal Rodoviário do Plano Piloto e dois asilos.

A curadoria, realizada pelos gestores do projeto, visa contemplar grande diversidade artística nas várias manifestações musicais que acontecerão ao longo dos 20 dias de programação. Selecionados por convocatória realizada pelo site do projeto, mais de 40 artistas do DF farão parte dessa grande festa, entre eles Dih Ribeiro, Adora Roda, Renata Jambeiro, Sergio Magalhães, Filhos de Dona Maria, Aruc Samba Show.

SERVIÇO – Maratona do Samba
Quando: de 4 a 24 de julho de 2016
Onde: Escolas Públicas, Estações de Metrô, Rodoviária do Plano Piloto, Parques e asilos do DF
Preço: Entrada franca
Mais informações: contato@maratonadosamba.com.br| 61 – 3264 5669
Classificação Indicativa: Livre



PROGRAMAÇÃO DETALHADA

ESCOLA DO SAMBA – ESCOLAS PÚBLICAS
04 A 08 DE JULHO – 10 às 11h e 15h às 16h (Brazlândia, Ceilândia, Taguatinga, Samambaia e Riacho Fundo I)
11 A 15 DE JULHO – 10 às 11h e 15h às 16h (Santa Maria, Gama, Riacho Fundo II, Recanto das Emas e São Sebastião)
18 A 22 DE JULHO – 10 às 11h e 15h às 16h (Itapoã, Paranoá, Escolas Rurais, Planaltina e Sobradinho)


EXPRESSO DO SAMBA – FEIRAS
16 DE JULHO – 10h as 11h15 – Feiras da Torre e de Ceilândia
23 DE JULHO – 10h as 11h15 – Feiras de Vicente Pires e do Núcleo Bandeirante


EXPRESSO DO SAMBA – PARQUES
17 DE JULHO – 10h as 11h15 – Parque da Cidade
24 DE JULHO – 10h as 11h15 – Taguaparque


EXPRESSO DO SAMBA – METRÔ
11 DE JULHO - Estação Central – 18h30
12 DE JULHO - Praça do Relógio – 18h30
13 DE JULHO - Águas Claras – 18h30
14 DE JULHO - Ceilândia Centro – 18h30
15 DE JULHO - Furnas – 18h30


EXPRESSO DO SAMBA – RODOVIÁRIA
18 A 22 DE JULHO – 18h30 as 20h30


SAMBA SOCIAL
09 DE JULHO - Lar dos Velhinhos Bezerra de Menezes – 10h
23 DE JULHO - Associação São Vicente de Paulo – 10h 

Posts relacionados

0 comentários

Obrigada pela visita!!!